Você sabe quais são as escalas de trabalho permitidas pela CLT?

Escala de Trabalho é o número de horas (por dia ou por semana) em que o colaborador deve estar disponível para trabalhar. Lembrando que esse período não envolve o tempo usado para refeição e que o empregado leva para chegar ao ambiente de trabalho. A CLT estipula que a jornada deve ser de no máximo 8 horas diárias e 44 horas semanais. Porém, há a possibilidade de compensação e de turnos de revezamento para que as atividades sejam realizadas em escalas.

Você sabe quais são as escalas de trabalho permitidas pela CLT? Abaixo listamos possíveis divisões das escalas para que a empresa possa incentivar a produtividade e ter um melhor aproveitamento do pessoal.

Escala 5X1:
Nesse modelo para cada 5 dias trabalhados, o colaborador tem um de folga. Vale ressaltar que, o profissional terá um domingo de folga mensal.

Escala 4X2:
Nesse tipo de escala o empregado trabalhará por 4 dias consecutivos, em turnos de 11 horas e tem 2 dias de folga. Ou seja, o funcionário trabalhará 220 horas por mês e será remunerado com 30 horas extras.

Escala 6X1:
Nesse tipo de escala são 6 dias trabalhados para um de descanso. Colaborador que trabalham nos finais de semana, deverá ter um domingo de folga a cada, pelo menos, sete semanas.
Lembrando que conforme a Súmula nº 146 do TST, o trabalho prestado em domingos e feriados, não compensado, deve ser pago em dobro, sem prejuízo da remuneração relativa ao repouso semanal.

Escala 12X36
Nesse modelo o funcionário trabalhará 12 horas e terá 36 de descanso. Esse regime é estipulado por meio de acordo e convenções coletivas de trabalho, não havendo nenhum apoio na legislação trabalhista.

Escala 18×36
Assim como os outros tipos de escalas de trabalho, a jornada de 18X36 é definida como aquela em que o funcionário trabalha 18 horas e tem 36 de descanso.
Por exemplo, se o funcionário trabalhou em uma terça-feira das 00:00 às 18:00, o próximo dia de trabalho será em uma quinta-feira no mesmo horário

Escala 24X48:
Nesse tipo de escala, o colaborador que trabalhar por 24 horas terá direito a 48 horas de descanso. De modo geral, este modelo é utilizado na área policial ou nos pontos de pedágio, por exemplo.

Mas como funciona o controle de ponto nessas escalas?

De acordo coma a nova Lei de Liberdade Econômica toda empresa que tenha mais de 20 colaboradores deve adotar um sistema de controle de ponto eficiente para registrar a jornada dos colaboradores.
O controle funciona igualmente para qualquer jornada, em que os trabalhadores devem registrar os horários de entrada, saída e intervalos.
As empresas estão cada vez querendo cumprir a legislação. Empresas que não cumprem esses quesitos, correm o risco de sofrerem as punições estabelecidas pelas leis trabalhistas: além das multas, podem ter que pagar o valor referente a essa multa em dobro para o trabalhador. Por isso, é essencial que elas contem com um Sistema de Gestão de RH eficiente que atenda às suas necessidades.

 

  

Compartilhe esse artigo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui